2 de dezembro de 2015

SEMENTES & FRUTOS - Crescendo, aprendendo e multiplicando

Sim, eu sei, estou sumida. Correrias, trabalho, curso e aulas acabaram sugando meu tempo. A parte boa é que tenho um bocado de coisas para compartilhar.

Crescendo
Como todos sabem, dia 10 de Outubro tivemos o ATS® Flash Mob World Wide. Um evento mundial com o objetivo de disseminar o ATS nos locais mais inusitados. Em Recife, o Flash Mob aconteceu na Praça do Marco Zero e foi mágico. Não apenas pelo significado e pelo local que inspira poemas, mas também porque foi a primeira apresentação de várias de minhas alunas. Elas amaram. Ficaram nervosas, claro, mas no fim foram absorvidas por aquela energia linda que nos cerca ao dançar o ATS®.
A concentração aconteceu no espaço Pura Luz Yoga, em Recife, às 14:30h. Fizemos um ensaio geral com várias músicas, incluindo a escolhida oficialmente para o Flash Mob, e um pouco do nervosismo inicial já foi se dissipando. Ensaiamos até as 16h, quando paramos para nos “produzir”. Não exatamente “produzir”, já que não dançamos à caráter, mas uma Make básica precisava ser feita e os cabelos precisavam ser presos, mesmo que num rabo-de-cavalo. Se bem que Make básica para dançarina de Tribal é um tanto... Relativo (rsrs).

Às 16:30h partimos rumo ao Marco Zero e nos espalhamos, infiltradas na multidão. Foi divertido assistir Ricardo (meu companheiro, noivo e pau pra toda obra) muito entretido tentando achar os “Wallys” no meio dos transeuntes. Confesso que o que adoro em Flash Mobs é o elemento surpresa, então fiquei muito satisfeita quando vi a dificuldade dele em distinguir as bailarinas no meio do povo.

Às 17:10h começamos a intervenção. Dançamos por quase 20 min e paramos porque... Bem... Não sei porquê. Se me deixasse, dançaria a noite toda. Ao terminarmos, alegria, festa e fotos. Um sábado feliz onde fizemos o que amamos fazer da forma mais libertadora possível. Sem as amarras de tempo ou limite de integrantes típicos dos eventos que conhecemos e já estamos acostumadas. Nem todas puderam comparecer e fizeram muita falta. Mas haverão diversas outras oportunidades.

Link para o vídeo do Flash Mob Recife 2015

Aprendendo
Uma das coisas mais emocionantes para um professor é poder ver o resultado de seu trabalho. Não há nada que compense ou substitua a sensação de que você está fazendo a coisa certa. Após três meses de aula, observo o crescimento de cada uma de minhas alunas. Os medos e as amarras se transformando em interesse e comprometimento. Na última aula, em um momento, eu observei todos aqueles corpos dançando em uníssono e me veio uma emoção indescritível.
A conscientização de que cada corpo é único e que, portanto, não podemos esperar fazer um determinado movimento exatamente igual à outra pessoa, é muito importante para o desenvolvimento de quem está aprendendo. Tenho alunas que, por não fazer o movimento exatamente igual a mim ou a outra colega, acham que nunca conseguirão aprender, quando, na verdade, já estavam fazendo o movimento de forma correta.

Então, se você é uma aluna e está lendo esse texto, saiba que se, por exemplo, o shimmy não estiver saindo igual ao da professora, não quer dizer que você está errada. Observe seu corpo, ele possui limites que diferem de pessoa para pessoa. Importante alertar que, ao tentar alongar demais ou fazer um movimento maior do que o seu corpo permite, pode lhe ocasionar lesões musculares. Respeite esses limites e tudo fluirá.

Multiplicando
Em agosto recebi um convite muito especial da bailarina, coreógrafa e produtora Alinne Madelon de Fortaleza (CE). A missão era simples, com um significado especial: semear o ATS em Fortaleza. Com uma felicidade que não cabia em mim, aceitei. São 4 encontros com 6h de duração cada. O primeiro aconteceu em outubro, dia 18, e foi INCRÍVEL!

Encontrei rostos curiosos e ávidos por conhecimento. Uma das inscritas precisou viajar horas para ir de Juazeiro do Norte até Fortaleza e me surpreendi com sua perseverança. Todas receberam um kit com material didático contendo informações extras e assuntos pertinentes sobre ATS® para aproveitar da melhor forma o curso.

Iniciamos nos apresentando, conhecendo um pouco umas às outras. Muitos dos passos vistos não eram estranhos para a maioria, que já vêm tendo aulas regulares de tribal Fusion com a Alinne. Mas as particularidades do ATS® eram novas para todas. Notei que boa parte das inscritas ficou fascinada pelo fato da Improvisação Coordenada ser o grande trunfo do estilo. As dúvidas quanto a isso foram se dissipando à cada senha passada e a razão pela qual ela existia.

Após aula teórica, pausas periódicas para anotações e boas risadas, a aula encerrou com flores. “Mulheres com mãos erguidas segurando flores”. Já mencionei o quanto amo esse significado? O quanto ele significa, sem a necessidade de palavras, para essa arte? Amo, e sempre que puder terminarei minhas aulas com flores.
Flores para todos e todas que leram até aqui. Disciplina, foco e perseverança sempre.

Eita, quase ia me esquecendo... Kae está vindo!!!!!!

Tamyris Farias - Coluna Sementes & Frutos
Biografia completa - AQUI

Postar um comentário