18 de junho de 2014

302 - SEMANA 03

302 por Maria Carvalho - SEMANA 03


Então, em 1969 na conhecida Renaisance Faire começaram as primeiras apresentações do Bal Anat

Um problema foi imediatamente percebido por Jamila, não havia pagamento!

Os músicos não estavam interessados em levantar cedo, dirigir até o fi-o-fó, só por diversão.


Louis Habib, barbeiro em tempo integral e jogador tocava o oud, se ofereceu para participar "apenas por diversão." Não demorou muito para que ele abandonasse o grupo. O oud é um instrumento delicado, que foi facilmente dominado pelos tambores. Não é assim com o mizmar (oboé egípcio). 

Que acabou se tornando, junto com o artesão Ernie Fishbach a espinha dorsal da orquestra de Jamila.


Ainda hoje vivenciamos esse problema de amor-não-remunerado-a-arte, mais de 40 anos se passaram e a profissão ainda está em formação.
Postar um comentário