16 de fevereiro de 2015

57 - MASHA ARCHER

57 por Carine Würch - SEMANA 37

O texto a seguir foge do padrão, onde apresentamos o lado bom e belo da dança. Tendemos a "romantizar" tudo, mas não podemos esquecer a época em que tudo isto estava acontecendo. Seu contexto social, cultural, histórico. 

É apropriado estudarmos as coisas, sem tirá-las do contexto, para absorvermos todos os nuances, e sem julgá-las como certas ou erradas, pois estaremos colocando a questão sobre o nosso ponto de vista, que é completamente diferente do que era vivido em cada época.

Leia, interprete e entenda o que se passava na época.

Boa leitura,
Carine


Texto escrito por Lynette Haris de sua entrevista com Najia para o Gilded Serpent 
Texto original: http://www.gildedserpent.com/articles5/northbeach/people/najia.htm

"Masha tinha uma organização social, como a de Jamila

No entanto, pareceu-me, na ocasião, que Masha tinha uma visão de vida voltada para a revolução sexual. 

Ouvi rumores de que suas festas em Minna Street, San Francisco, eram muito "liberais". 

A Dança do Ventre tinha uma natureza mais sexual naquela época, exatamente por isto, muitos de nós a levamos em primeiro lugar! 

Muitos bailarinos, músicos e artistas da época, eram famosos por seu mantra: fumar um baseado, dançar, e então, fazer amor e não guerra

Não haviam pensamentos sérios sobre a doença, como é necessário agora."

Postar um comentário