2 de fevereiro de 2015

71 - MASHA ARCHER

71 por Maria Carvalho - SEMANA 36


Não é atoa meu encantamento por Masha

Há muito nesta personalidade impactante que agrada meus olhos e ouvidos. 

Na semana passada conversava com a Nati sobre o incomodo que me provoca ver uma dançarina sinuosa em meios a pedaços de charutos com folha de uva e kebabs, esse formato jantar + bellydance nunca me agradou. 

É como se faltássemos o respeito com uma das maiores formas de expressão, a dança e depois como se aviltássemos a dançarina. 

Ninguém come vendo uma bela peça teatral... porque o objetivo e o entretenimento em si é ver a performance dos atores. 

Como disse a Natalia, no post de ontem, Masha se negava a apresentações neste formato, jantar dançante. 

Há muito nesta mulher incrível a ser comentado. 


No vídeo de sábado, lá pelas tantas Masha diz que em muitos lugares onde as mulheres são massacradas física e mentalmente, as vezes a unica forma de libertação é a dança... e nisto justificava nosso dever enquanto curadores dessa arte dos deuses. Fiquei muito tempo com esse pensamento em mente. 

COMO A DANÇA PODE SER LIBERTADORA!!!

Falarei sobre o uso do turbante na próxima postagem.
Postar um comentário