9 de fevereiro de 2015

64 - ACESSÓRIOS

65 - por Maria Carvalho SEMANA 37

Masha, a mãe dos badulaques tribais.

Bem, olhar para Masha,  é ser arrebatado por badulaques e mais badulaques que saltam a vista imediatamente. 


Pensava que sua trajetória tinha iniciado na dança e passado a designer de jóias, porém ao contrário, quando nossa querida mãe-tribal iniciou-se nesta modalidade, já trazia na bagagem muiiiiiiitos badulaques. 

Agregar isso ao tribal... 

Foi um pulo e então criou-se o estilo tribal com acessórios que por si só já são um evento. 

Ouvi algumas pessoas dizendo que uma dançarina de tribal nem precisa dançar, só a chegada é um evento. lililililililililili, vai dizer que não é?!


Quando vejo uma composição mais, como dizer, minimalista, penso: foi assaltada no caminho da apresentação?! 


Brincadeira de lado, realmente há uma expectativa em ver figurino e acessórios conversando em harmonia e de preferência no plano do Maisss (anos atrás, historinha que lembrei, comprei um livro que só tinha em francês da Inês de La Frenssage, ela ensinava como se vestir com elegância, como identificar seus pontos altos, pa ta ti, pa ta ta...lá pelas tantas dizia: antes de sair se olhe no espelho, tire algo e então saia....pronto, parei de ler...precisa explicar?).

Seja o ATS seja o Tribal Fusion, os acessórios devem ser pensados com o mesmo carinho e atenção dos figurinos.


Vamo que vamo, super xeros cheiiiiios de badulaques.
Postar um comentário