8 de abril de 2015

ANTES-DURANTE-DEPOIS DE UMA SISTER STUDIO

Por Maria Badulaques



E aí sangue bom?




Seguinte,
tá chegando Carolenaaaaaaaaaaaa e Megha, não paro de pensar nisto!!! 

Que ansiedade, muitas de nós estão tentando o Sister Studio, pra ser exata 43.

Vamos levar um pouco dessa preparação, do antes... a tensão do durante e alegria do depois das dançarinas Beth Fallahi e Raisa Latorraca.

O Pilares pergunta:

Qual motivação lhe levou ao Sister? "É uma questão que vem lá de coisas que você se desapega da dança do ventre. Muita mentira... Muita história mal contada a respeito de raízes. O ATS eu tenho a sensação de estar pisando em terra firme. A história. Bate com as coisas que eu acredito. Entende - ATS é meu porto seguro... Eu acredito nele... Eu respiro ele... Eu vivo e morro por ele...me redescobri depois de conhecer ele... Antes.. Eu era uma sombra.. De algo que realmente eu nunca acreditei. " (Beth)

Como está se preparando para a certificação?


"DANDO AULA PRA KARALHO. TENHO 16 ALUNAS DE ATS. " (Beth)


Beth ensinando ATS e se preparando para sua certificação.
Vamos conhecer mais sobre a Beth?

Essa carta é do tarot-illiminati - vocês sabem o que significa? não? nem eu... 

Mas sempre vou atrás de definições daquilo que eu olho e quero saber o que é. 

Foi assim minha vida inteira. 

Nascida para morrer, passei 53 anos da minha vida abrindo os olhos e dizendo "mais um dia, o que tem pra hoje. 

"Todos os dias quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo 
Temos todo o tempo do mundo 
Todos os dias antes de dormir
Lembro e esqueço como foi o dia 
Sempre em frente 
Não temos tempo a perder..."

Essa é a letra da minha vida, quando conheci a arte, fui ser artista plástica, quando quando conheci o teatro, escrevi e dirigi peças, quando conheci a enfermagem fui ser enfermeira. 

Ai venho a dança ou melhor a biodança "cuidar para salvar através da dança" ficou lá atrás, foi á tanto tempo... A dança do ventre parecia uma terapia, depois conheci minha professora de dança indiana Stelamaris (que virou estrelinha) e meu professor de bateria e vi que a dança poderia ser algo mais interessante. Mas o que é o tribal fusion? nem desconfio o que é, preciso perguntar, e lá foi eu mais uma vez. Mas alguns anos atrás eu ganhei uns dvds de uma aluna, e tinha umas doida muito interessante que giravam, tocavam snujs e bla bla bla... fala sério (guardei os dvds). 

Um belo dia abro o face e uma estranha para o meu mundo no feed de notícias foi para São Francisco fazer um curso com o FCBD... PARA... quem? 
Revira os dvds... haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.... 

Fuça aqui fuça ali... 

Rachel Brice e Zoe Jakes sempre foram para mim uma inspiração, eu tinha certeza que todas as coisas sem noção que passava na minha cabeça eu podia por em prática. 

Quem é Rebeca Piñeiro II... 

Vou esperar ela voltar e perguntar. 

Foi ai que tudo mudou... e para melhor FCBD e Mahatan Tribal... é isso que eu quero para mim e essa professora vai ser o meu foco. E assim foi. 

Conheci Kristine Adams, e tinha certeza do queria, 

Fiz works todos que eu pude, dark, não dark, odissi, conheci gente maluca que adorei, gente besta que adorei também, inventei meus espetáculos, costurei, dancei, a saúde se deteriorando (como sempre), mas ergue a cabeça, hospitais faz parte da minha rotina como a dança. 

Tem mais coisa por trás disso, tem, lógico que tem, sempre tem... mas eu mando tudo se fuder, só eu sei o preço que eu pago para abrir os olhos todos os dias e lá vamos nós. 

E tá chegando mais uma Etapa... Tia Carol tá vindo... assisti 50 milhões de vídeos, fiz muitas aulas, dei muitas aulas (minhas alunas e filhas ótimas aprendizes de feiticeira) 10mil tipos de medicações e bla bla bla, mas danço todos os dias, faço minhas saias de ATS, tenho meus discos voadores (snujs), já fiz as malas (uma calcinha nova por dia cada uma de cada cor para dar sorte) e é assim Maria Badulaques minha flor da sorte é você. 

Isso é um resumo do que eu vivi, e um pouco do que minha vida virou desde que tia Rebeca Piñeiro entrou na minha vida.


Se um dia você quiser saber mais. deixa passar tudo isso e lhe dou uma entrevista, por hora. é só pessoal. 

Eu respiro ATS, penso nele todos os dias, mas... um beijo e xeros...." (Beth Fallahi)
Postar um comentário