19 de abril de 2015

CAROLENA NO BRASIL - ATS nas veias do Pulsante, mermão!

Os badulaques -  sonhoooo 

Para quem procura seu lugar na dança... por Maria Badulaques

Bem, acredito que sempre estive a procura da dança como fonte de energia e motivação para seguir, era uma inquietação, ficava fuçando opa gostei disso aqui, deixa ir ali experimentar aquilo lá, mas aquela sensação de libertação que deve vir com a dança, bem isso nem sempre senti. 

A busca frenética da técnica, que deve permear tua performance seja em casa, seja pra seu cachorro ou gato, seja para uma multidão, isso acaba te jogando numa constante autocrítica... afinal harmonia é o que se procura. 

Quando me inscrevi para o General Skills não imaginava que isso alteraria minha dança, mas queria muiiito ter a experiência de estar com Carolena e Megha, é uma honra sobre qualquer aspecto estar ao lado da criadora do movimento e vê-la demonstrar sua técnica é uma visão do paraíso. 

Megha é uma pessoa cheia de luz e beleza, flui... nos encanta. Amo o sabor dos passos que ela criou, entender seu significado é algo que eleva a outro patamar tua percepção das coisas.

Pois bem, Carolena entrou no recinto (primeiro dia) um frisson, fiquei sem fôlego, não tenho palavras que possam descrever, é um impacto nababesco dividir o mesmo ambiente com ela. Então veio o Puja, naquele momento agradeci muito aos céus, ao universo... mal sabia que a emoção só tinha começado. Ela te olha e você paralisa, "brinquei" de roxinho várias vezes... depois a falta de ar se fazia insuportável e me obrigava a voltar a respirar.
Reverenciando e Respeitando
Quando me dei conta que estava dançando com ela, diversas vezes, para ela (nossa, tensooooo), olhando todos movimentos que conhecemos, realizados direto na FONTE, e a distância de um aperto de mão... sério, não havia outro lugar no mundo em que eu queria estar. Ouvir como essa dança que tanto me entorpece da boca de Carolena... entender o porque do passo ser como é, e o porque das regras... caramba, AMO ESSE TAL DE ATS, AMOOO.

A parte da história do ATS que mais me impactou, foi uma fabula que ela criou, como se estivesse passando na rua e a dança a espreita interrompesse seu caminho e a chamasse, ela responde dizendo tá falando comigo? Como assim... eu sou uma pessoa comum, cheia de tatuagem, não sou bonita, por que eu? CA-RAM-BA! POW... ZAZ...temos uma visão simplória de nós mesmos e as vezes não nos damos conta que fazemos coisas brilhantes diariamente com impacto no Universo

Para mim não é uma questão de figurino (somente), muito embora todo e qualquer badulaque me desperte interesse, o ATS é como um impulso elétrico no meu corpo inteiro... os snujs tocam e eu literalmente entro em transe, me sinto convidada a saltar da inércia para o frenesi, em 3..2...1. 

E daí volto ao desconforto de me sentir presa as cobranças que faço a mim mesma.....até que....uau, algo ocorreu!!!

Festival Carolena - Mostra
Mostra
Encontrei a liberdade tão sonhada, as transições fizeram mais sentido, o quebra-cabeça do ATS parece tá começando a se encaixar na minha caixola... olhei, anotei, observei tudo que podia. 

Os planos para o futuro fervem na minha mente... e subi pra dançar o ATS com o Amora, na tarde de ontem, durante o Festival de Carolena e Megha como se fosse A PESSOA MAIS FELIZ, LIVRE E REALIZADA DO MUNDO... O QUE POSSO DIZER É QUE ME DIVERTI COMO UMA CRIANÇA BRINCANDO CAS-AMIGAS :)

A pessoa que foi ao curso só pra estar diante de Carolena, ou Big C, como Kajira a chama carinhosamente, voltou com a libertação de se sentir FELIZ dançando e snujando :)

Agora vou começar a contagem para o HomeComing, 240... 239 dias para rever Mother Nericcio.

Enfim, fui procurar técnica...e o que encontrei? Liberdade!!!!! (e lógico técnica pra estudar-estudar-estudar)

ATS nas veias do pulsante, mermão.
Liberdade!

Postar um comentário