27 de abril de 2015

HISTÓRIAS DE MARIA - Sarau Dançando com as Deusas II

Ando muito reflexiva sobre o real papel da DANÇA em nossas vidas! 

Entretenimento, arte ou cura?

Pois bem, com essa interrogação em mente, sigamos... Acredito que a dança é entretenimento quando nos propomos a realiza-la enquanto outros comem, conversam e ocasionalmente nos observam curiosos sobre aquela peixeira na cabeça e o shimmie "nos quartos" (quadril).

Gira Ballo e Bete, a anfitriã
Penso que se transforma em arte quando técnica e expressividade, emoção e domínio corporal começam a encontrar o equilíbrio e tudo, tudo mesmo se torna algo homogêneo, você já não consegue distinguir os anos de treino, da emoção que pula do pulsante. 

E cura quando a emoção nos toma de assalto, levantamos da cama deprimidos, ansiosos, macambuzios e pensamos hoje tenho aula e lá é o melhor remédio para qualquer indisposição, crise existencial ou melancolia.


Bete, iniciando os trabalhos.
Minha amiga, Bete Medeiros, do Espaço de Danças Bete Medeiros, organiza já há 2 anos um lindo Sarau cujo tema são as DEUSAS. 

Há sempre uma breve leitura sobre a deusa que cada dançarina escolheu, ou se sentiu escolhida, o que não deixa de ser um momento poético e assim se seguem danças, sorrisos, emoção e a cada deusa em cena ouvimos: Diiiiiva, lindaaaaaaaaaaaaa. 

É Bete, nos brindando com sua emoção! Cara, fodástico!!!! Este é o papel de CURA da dança.

Daí, vemos o quanto as pessoas estão leves, felizes... por como diz R. Carlos "curtir aquele momento lindooooo"...isso são as pessoas aprendendo a fazer ARTE. Pausa, lanche canjica mexida pelo marido da Bete, conversa, sorriso, troca de roupa, isso é ENTRETENIMENTO... e logo mais uma leva de danças se seguem... Deuses presentes, todos convidados a um grande GALA!

Marcelo com Hórus
Este ano o Sarau de Bete contou com a presença do dançarino, renomado nacionalmente, Marcelo Justino... incorporando Hórus, um DEUS em meio a tantas DEUSAS, e o que impressiona tanto quanto a dança de Marcelo é sua humildade. Ali, tudo junto e misturado, isso chamo de SOBERBO.

Você lerá toda resenha sobre o evento no blog da Aerith Tribal Fusion, com foto e referências a todas DEUSAS representadas... (seção Resenhando São Paulo com Maria Badulaques).  Fica ligadooo!!!

O objetivo do Pilares é divulgar eventos, independente do tamanho, onde as pessoas são tratadas de forma unica, especial e fraterna... pois este é o espírito TRIBAL.

Xeros no Pulsante.

Opa, peraíiiiiiiii!!!!! Falei de poesia e preciso mencionar a poesia do imortal Carlos Moraes que nos agraciou com seu trabalho:
Casuais
E do Caos nasce Gaia
A terra fecunda
Em seres e artimanhas...
E dos seres nasce a musica
E o movimento que ordena o Caos...
A terra gira, sobre si e ao redor de Hélio
É a dança da terra...
Somente um deus que dança
Aniquila o espirito da gravidade...
“dançar leve, à toa...”
DANÇAR....LEVE!!!
Assim seja, sempre!
Postar um comentário