4 de novembro de 2014

163 - BARAKA

163 por Maria Carvalho - SEMANA 23

Benção, este é o significado do nome de Baraka, assim foi sua trajetória!

Falamos de uma pessoa determinada a seguir a dança não somente como carreira e sim como estilo de vida.

Naqueles idos do Bal Anat e a eferverscência de Jamila, muitos tiveram aula com ela, se inspiraram em seu trabalho e filosofia. Dá pra imaginar a quantidade de bailarinos que passaram por suas mãos experientes?! Vejam que pincelamos os mais expressivos... - e a pergunta permanece: todos seguiram a linha do Raks Sharki, então o que levou Masha a seguir um rumo tão diferenciado? Atribuo a Miss Archer boa parte do que atualmente é propagado pelo FTBD, ao menos há muita proximidade, principalmente no vestir.



Voltando..., em seus relatos e memórias Baraka diz que após 50 anos (completos em 1997) ela continuava buscando sua identidade, estudou com diversos professores sérios, cujo destaque é Miss J, com quem ficou por 7 ou 8 anos, participou de diversos concursos, estilo Miss América do Bellydance, ficando em posições de destaque diversas vezes.



Sei lá, a pergunta que me faço constantemente: a vida nos anos 60, 70 propiciava as apresentações em casas noturnas (forma eficiente de auto-sustento) e todas num estilo tradicional de bellydance, então entre tantas pupilas pq não se deu sequencia ao estilo tão particular de vestir visto em Jamila? Uma vez li um comentário que Miss J (incomodada) dizia que todos queriam expor seus corpos esbeltos.

Vamo que vamo
Xeros
Postar um comentário