21 de novembro de 2014

146 - AMINA

146 por Maria Carvalho - SEMANA 25

"E agora com vocês, Amina!'

Aziza! a olhou e ela perguntou: quem é essa? Ora é você, um empurrão, depois e Amina subira no palco do Bagdad, o único club da cidade.

A estréia de Amina foi cheia de histórias engraçadas e macabras, duas me chamaram atenção. Ela precisava de um figurino, mas cadê tu-tu pra isso? Eis que lembrou de uma patinadora dos anos 30, e zaz, as cortinas da sala viraram a saia, o sutiã foi coberto com o tecido e um pouco de bordado para dar o glamour. Veio na minha cabeça O Vento Levou, Scarlet O'hara!!!


Quando Aziza! viu o lenço amarrado na cintura, questionou imediatamente, causou estranheza, mas Amina tinha tido um pacote de duas ou três aulas, antes de se aventurar no palco do Bagdad, sequer sabia que o cinturão não era feito junto a saia, mas toda essa explicação ocorrera 5 min antes do anuncio de sua dança, então o que fazer com o lenço na cintura? Aziza! respondeu; na música lenta você saberá. Jesuuuuuuuuuuuuuuuuus!!!

Naquela mesma noite havia necessidade de combinar as futuras apresentações com Yousef Kouyoumjian, dono do clube, todos foram embora, ele lembrou de um café, contudo o estabelecimento estava fechando, então sugeriu irem a sua casa, ali próximo, que dividia com sua mãe. 

Chegando na casa, sem mãe nenhuma, Amina se viu no desconforto de estar só com um homem que iniciava massagens com um óleo aromático em seus braços e pés, fala sério!!! 

Como terminou essa saia justa?
Cenas do próximo capítulo.

Xeros e vamo que vamo





FONTE:
Postar um comentário